jusbrasil.com.br
25 de Junho de 2021

35 dicas para quem está iniciando na advocacia!

Boas ideias para quem está iniciando na carreira de advogado (dicas VALIOSAS)

Ana Clara Pinheiro, Advogado
Publicado por Ana Clara Pinheiro
há 4 anos


1. Fazer cartões de visitas, ainda é uma forma eficaz, mas só funciona se distribuir livremente. Lembro que de cada possível cliente, entregue pelo menos dois cartões, um para ele e outro para que dê a uma outra pessoa.

2. Participar de comissões temáticas da OAB da sua cidade ou região, mas com participação efetiva, através de projetos e debates jurídicos, faça ser notado nas reuniões.

3. Associe-se à câmara de comércio local. É ótimo para fazer relacionamentos e ganhar credibilidade em sua comunidade.

4. Tente publicar artigos em jornais locais. Escreva artigos didáticos, explicando em linguagem comum porque, por exemplo, todo mundo deve fazer um testamento ou cuidados na contratação de serviços. Temas de sua área de atuação. Certifique-se que o artigo será assinado (isto é, terá seu nome) e de que seu e-mail está disponível para perguntas dos leitores.

5. Personalize os papéis usados no escritório de advocacia, com nome e logomarca da firma, endereço, telefone e email.

6. Busque, de preferência com a ajuda de amigos, assessoria de imprensa, conseguir que repórteres locais o usem como especialista em sua área de atuação. Se você conseguir se comunicar em linguagem comum, em vez de juridiquês, fará sucesso com os jornalistas.

7. Tente ser professor em faculdades, cursinhos, cursos rápidos, centros comunitários ou onde houver uma oportunidade. Discuta em classe os temas de sua área de especialização. Os alunos se encarregam de divulgar seu trabalho.

8. Certifique-se de que todas as pessoas em seu prédio de trabalho e de residência, bem como na vizinhança, saibam que você é um advogado e qual sua área de atuação. Torne-se popular em seu meio.

9. Nas datas comemorativas, como Natal, réveillon, aniversários, entre outras, envie cartões de felicitação por aquela data, mande para quantas pessoas conseguir, tanto colegas, possíveis clientes, empresários. Os Cartões de Natal devem ser enviados com antecedência, para que fiquem expostos por muitos dias.

10. Peça aos clientes que o recomende a outros. À conclusão de um caso, quando o cliente expressa sua gratidão, dê-lhes alguns cartões de visita para ele repassar a outras pessoas.

11. Faça palestras a grupos comunitários e a idosos sobre temais tais como testamentos, cuidados com quadrilhas que fraudam pessoas idosas.

12. Ofereça-se para fazer palestras em associações, clubes, entidades ou qualquer tipo de organização. Certifique-se de que todas as pessoas em sua igreja, clube ou associação saibam que você é advogado e em que área atua.

13. Escreva artigos em sites personalizados jurídicos, boletins ou qualquer publicação da política local e nacional, julgados novos, decisões jurídicas, escolas locais, igrejas, clubes, associações. Muitas dessas publicações gratuitas têm um bom índice de leitura. Fique atento aos problemas locais e escreva sobre eles.

14. Envie cópias de notícias jurídicas ou decisões judiciais a outros profissionais, empresários, clientes, com uma nota dizendo: "Isso pode lhe interessar". Faça-o, no mínimo, duas vezes por semana.

15. Envie uma nota de congratulações a empresários ou profissionais bem-sucedidos, que saíram nos noticiários.

16. Doe livros, incluindo livros usados de Direito, a bibliotecas e escolas com um cartão seu dentro do livro ou mesmo afixado na capa. Algumas entidades registram no próprio livro o nome do doador.

17. Torne-se disponível para fazer palestras em escolas do segundo grau, sobre tópicos relacionados a sua área, porque os alunos comentam o assunto com seus pais e outras famílias, especialmente se souberem de algum fato que sugere a atuação de um advogado. E participe das atividades da comunidade/cidade.

18. Dê seu cartão de visitas a garçons e outros profissionais que se comunicam muito com as pessoas.

19. Participe de almoços, jantares ou forme grupos com outros advogados, que atuam em áreas diferentes da sua, para trocar dezenas de cartões de visitas, de forma que uns possam recomendar os outros a possíveis clientes.

20. Quando concluir um trabalho para um cliente, certifique-se de lhe explicar tudo o que pode fazer por ele e, por extensão, a seus familiares, amigos e conhecidos. Procure identificar, nas conversações, outros tipos de problemas jurídicos que eles ou alguém de seu círculo possam ter.

21. Peça a seus clientes para contatá-lo sempre que tiverem qualquer problema jurídico, tanto porque poderá ajudá-los a encontrar, se não for você mesmo, o melhor advogado de alguma outra área da advocacia. Em outras palavras, torne-se a primeira pessoa a quem eles se dirigem quando têm qualquer tipo de problema jurídico.

22. Demonstre e conheça bem os negócios de seus clientes ou os futuros, visando explicar que o sucesso deles é também o seu sucesso.

23. Explique aos clientes e possíveis clientes os serviços que você presta. Se eles entenderem, serão boas fontes de referência.

24. Tente escrever em jornais locais, revistas jurídicas, que envolva o setor empresarial.

25. Lembre seus clientes de suas obrigações, como datas de renovações de documentos, licenças, registros, pagamentos de taxas, entre outros.

26. Apresente novas ideias para melhorar os negócios de seus clientes empresários. Mesmo que a ideia não seja adotada, isso mostra ao cliente que você se interessa pelo sucesso dele e que você é criativo.

27. No domingo à noite ou segunda de manhã escreva cinco atividades de marketing que você vai realizar durante a semana.

28. Certifique-se de que todos em sua firma, sua família e em seu círculo de amizades conheçam o melhor possível sua área de atuação, os problemas jurídicos que você pode resolver e casos que você já resolveu para a satisfação do cliente. Comente seus sucessos também com seus funcionários.

29. Escreva uma boa descrição de 30 segundos (o tempo de um comercial de TV) do serviço que você presta e o memorize. Use-a sempre que tiver uma oportunidade, especialmente quando alguém pergunta o que você faz. Passe essa descrição a todos da firma e às pessoas mais próximas, que estão interessadas em ajudá-lo.

30. Através das conversas com seus clientes ou pessoas que o visitam no escritório, descubra onde e o que as levou a procurá-lo. Isso o ajuda a determinar o que funciona melhor em suas atividades de marketing.

31. Recomendo não participar de atividades só com o fim específico de conquistar clientes. Prefira atividades que lhe agradam. Se você não tem interesse em uma atividade, não terá interesse nas pessoas que participam dela e não fará o melhor para se relacionar com elas. Nem para servi-las. Pode ser perda de tempo.

32. As três melhores técnicas de marketing são: relacionamentos, relacionamentos e relacionamentos. Fazer relacionamentos pode, às vezes, não produzir efeitos imediatos. Mas é o que dá mais resultado.

33. Olha nunca peça desculpa pelo tamanho do seu escritório. Acredito que isso é particularmente importante para advogados que fazem carreira solo ou para firmas de pequeno porte. Há boas razões para clientes preferirem advogados autônomos ou pequenas firmas. Esteja pronto para explicá-las rapidamente, sempre que necessário. Exalte os pontos fortes.

34. Tenha seu nome, telefone e endereço em todos os catálogos possíveis, especialmente os gratuitos, sejam impressos ou na Internet.

35. Escreva newsletters para empresários, com informações e alertas. Para outros públicos, escreva no verso do cartão de visita ou em artigos na internet recomendações sobre "o que fazer depois de um acidente" ou "o que fazer se for preso". Seja conciso, claro e didático.

24 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Boas dicas. continuar lendo

Excelente texto! continuar lendo

Muito interessante! Ótimas dicas, vou colocá-las em prática já!! continuar lendo

Parabéns pelo texto doutora, ótimas dicas! continuar lendo